Qual a importância dos sistemas de CO2 para a prevenção de incêndios?

12 mar

O sistema de combate por CO2 consiste na reunião de vários cilindros, com o gás dentro, ligados a tubulação e válvulas. Os instrumentos ficam voltados para o local que precisa de proteção.

Ele pode ser ativado de forma automática ou manual. Essa escolha varia de acordo com o tamanho do local que deve ser protegido, dos riscos de incêndio existentes e de acordo com a característica do ambiente. É ainda possível determinar se  o procedimento será feito por aplicação local ou inundação total.

Em outras palavras o Sistema Fixo CO2 consistirá de um conjunto de cilindros de aço onde serão armazenados o agente extintor, dotado de dispositivos de disparo por acionamento automático e/ou manual.

Os cilindros serão dotados de válvulas e cabeças de descarga, interligados entre si por meio de um tubo coletor ao qual são conectados através de mangueiras flexíveis, dotadas de válvulas de retenção individuais para cada cilindro.

O agente CO2 será distribuído e descarregado no local protegido por meio de uma malha de tubos e bicos nebulizadores, dimensionados de modo a proporcionar uma distribuição uniforme e obter a correta concentração do agente extintor no local.

Por que o sistema de CO2 é eficiente e onde pode ser usado?

O uso do CO2 no combate a incêndio é baseado na diminuição da quantidade de oxigênio, que é essencial para manter as chamas acesas. Quando o gás CO2 é liberado no ambiente em grande quantidade, ele consegue eliminar as chamas por abafamento.

Além disso, o Dióxido de Carbono (CO2) propicia a extinção de incêndio pela redução do nível de oxigênio, a fase vapor do combustível, ou ambos, até o ponto onde não mais é possível a ocorrência de combustão.

Pode ser instalado de duas formas:

  • Sistema de Alta Pressão: quando o gás carbônico fica armazenado em cilindros, que ficam em temperatura ambiente e são pressurizados;
  • Sistema de Baixa Pressão: o gás é colocado contêineres que são mantidos a temperaturas muito baixas (-20ºC).
  • Cabines de pintura;
  • Salas de compressores;
  • Salas de geradores;
  • Salas de transformadores;
  • Salas elétricas;
  • Sala das máquinas de navios;
  • Sala de bombas em navios;
  • Dutos da cozinha;
  • Salas de baterias, entre outras.

Por que o CO2 é o escolhido para essa finalidade?

  • Esse gás é expansivo, o que faz com que a eliminação do fogo seja mais rápida e, consequentemente, sejam menores os danos. Com isso, ele torna-se eficaz e não traz consequências secundárias ao ser usado;
  • É facilmente envasado em cilindros por ser liquefeito com facilidade;
  • Presente entre 20% e 30% na concentração do ar, já consegue eliminar as chamas;
  • Não é condutor de eletricidade;
  • Não deteriora com o tempo;
  • Não é corrosivo;
  • Não deixa resíduos.

Acredita que esse possa ser o sistema ideal de combate a incêndio para a sua empresa? A Gifel conta com profissionais especialistas no ramo, que podem avaliar as suas necessidades, orientar e instalar os sistemas de CO2 para a prevenção de incêndios. Entre em contato conosco!

Curta essa página

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *