Uso de cilindro de ar comprimido para mergulho

23 abr

Uso de cilindro de ar comprimido para mergulhoUm dos principais equipamentos necessários para realização do mergulho recreativo é sem dúvida o cilindro de ar comprimido (conhecido pelos leigos como cilindro de oxigênio). Sem a utilização dele seria impossível respirar durante a atividade, pois o ar comprimido( 21% de oxigênio e 79% de nitrogênio) é o único gás que possibilita ao mergulhador respirar quando submetido à alta pressão do fundo do oceano.

No entanto, embora seja uma atividade que não foca tanto o potencial industrial do cilindro, os cuidados com o equipamento devem ser tão precisos quanto, e devem ser seguidos à risca de qualquer maneira, pois acidentes podem ocorrer durante o mergulho, inclusive.

Cuidados para garantir o uso correto do cilindro de gás comprimido

  • Nunca exceda a pressão de trabalho.
  • Nunca deixe cilindros carregados expostos ao sol ou a temperaturas muito altas.
  • O cilindro não deve ser, em hipótese alguma, totalmente esvaziado, principalmente quando imerso, para tanto, as válvulas possuem um modo e reserva, que deve ser acionado em último caso..
  • A pressão com a qual o cilindro deve ser guardado deverá ser de 50 a 100 PSI, aproximadamente.
  • O cilindro deve sempre ser armazenado preferencialmente em pé.
  • A inspeção visual e limpezas internas devem ser realizadas uma vez por ano.
  • O teste hidrostático deve estar sempre em dia, sendo feito a cada 5 anos.
  • Cilindros que foram carregados há muito tempo não devem ser utilizados.

Cilindros de Ar Comprimido

No corpo do cilindro devem estar gravadas a data do último teste hidrostático, a data de fabricação, o tipo de material, a pressão de trabalho, o volume interno, o órgão de fiscalização e o número de série, entre outras informações.

A inspeção visual do cilindro normalmente é feita em operadoras especializadas, no momento do teste a torneira é retirada e o cilindro é lavado, limpo e secado por dentro. No caso do teste hidrostático, a água comprimida é inserida no equipamento para que seja observada sua expansão e verificar se o material volta ao normal, além de garantir que não há rupturas na parede do cilindro e nem oxidação que possam comprometer a eficiência do equipamento.

Existem cilindros fabricados a partir de diversas matérias primas, aço liga, alumínio, mas lembrando que a sua qualidade se preserva através de uma boa manutenção.

Quanto a escolha do material por vezes o mergulhador visa o peso do cilindro fora d’agua esquecendo-se de que para o mergulho, irá necessitar de mais lastro, o que na volta pode representar mais dores lombares. Portanto, afim de se fazer a melhor escolha, preste atenção no conjunto de cilindro e back pack, que deverá ter um comportamento levemente negativo quando lançado em um tanque de agua doce. Desta forma o conjunto terá um comportamento neutro tanto para a subida quanto para a descida. Afinal, Jaques Cousteau usava sempre cilindros em aço, assim como os mergulhadores profissionais que realizam reparos em plataformas de petróleo.

A Gifel trabalha com cilindros de ar comprimido feitos em aço para os mais diversos fins. Confira nossos produtos e um bom mergulho.

Curta essa página
Comentários
2 Comentários
    1. admin

      A manutenção e os cuidados dispendidos aos cilindros de ar respirável serão até mais sutis e rigorosos quando do tipo 3, envoltos com fibra sintética ou fibra carbono, que apesar de mais leves, demandam uma atenção mais acurada em virtude da fibra que os envolve ser a responsável pela resistência à pressão interna suportada. Qualquer corte ou interrupção na continuidade do elemento FIBRA, compromete a resistência e consequentemente a seguridade do equipamento.

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *